15/04/2019

E que tal um vinho rosé português na praia?

Categoria:  Degustação, Entre R$ 100 e R$ 200, Importado, Vinho Rosé

Por: Tamine de Moraes
Luis Pato Rosé Baga e Maria Gomes

Luís Pato Rosé 2016 – Luís Pato, Bairrada/Portugal

Quem disse que férias significa deixar de aprender sobre vinhos? Conhecer e provar novos sabores sempre faz parte do roteiro. E para beber vinho a gente sempre se adapta: se houver opções bacanas no destino escolhido, compramos um vinho lá mesmo. Se o destino for menos atrativo, levamos um exemplar na mala.

Quando estávamos indo para Aracaju, sabíamos que ia ser difícil encontrar uma grande variedade de vinhos por lá. Por isso, decidimos levar esse rosé do Luís Pato, um enólogo português famoso e cujos vinhos nós já queríamos conhecer há algum tempo.

Esse exemplar encanta logo de cara porque a cor é linda! E, por ser composto de uvas diferentes – 50% Baga e 50% Maria Gomes – a curiosidade foi grande. Assim que nós chegamos de viagem, fomos atrás de alguns copos de vinho mais simples, desses que não tem haste, porque a ideia era beber na praia, sem drama.

Depois de alguns planos sobre o que fazer, decidimos partir para Mangue Seco com outras 3 pessoas. O lugar fica próximo da capital sergipana e é uma praia paradisíaca. Seria ótimo levar o vinho, certo? Só que descobrimos que a maior parte do grupo não bebia vinho ou, quando bebia, optava pelos vinhos de mesa suave.

Na dúvida, fomos até um mercado local e compramos uma segunda opção de vinho.

Chegamos em Mangue Seco munidos de uma caixa térmica e, agora, de 2 vinhos. Aproveitamos que o pessoal foi dar uma volta e degustamos os exemplares. Especificamente sobre o rosé, eis as impressões: trata-se de um vinho de cor rosada e bem intensa, de aromas frutados (frutas vermelhas frescas e doces, com destaque para cereja e morango), além de notas de ervas frescas. Na boca, ele é seco (o que gera um contraste grande com os aromas), de corpo leve para médio, persistência média, taninos finíssimos e com boa acidez.

Mais detalhes sobre o vinho você encontra na ficha técnica disponível na Mistral.

No geral, ele é fresco e de sabor intenso. É bem diferente dos outros rosés que já degustamos por aqui. Curtimos propostas diferentes e, nesse ponto, o vinho foi uma escolha interessante. Porém, ele não foi unânime. Não houve uma harmonização e até se cogitou como ele se sairia ao lado de uma caldeirada ou até de uma massa ao sugo. Não sei se haverá outra oportunidade, mas esses pratos poderiam ser bons pares.

Luís Pato Baga e Maria Gomes
Degustação Luís Pato Rosado

O grupo voltou e experimentou os vinhos. Em relação ao rosé, tiveram alguns sustos e caras feias, já que o sabor não era nem um pouco familiar. Aliás, alguém disse que achou o gosto amargo, justamente pelo fato do vinho ser bem seco e confundir o paladar de quem está habituado aos sabores mais doces. Nós não sentimos nenhum amargor, só achamos esse vinho intenso e diferente.

Nós pagamos R$109 por ele em uma loja física da Mistral.

O próximo post será a continuação desse passeio e vai trazer a segunda opção de vinho que levamos para praia!

Se você já experimentou o Luís Pato Rosé, avalie aqui embaixo!

Compraríamos novamente?
Faixa de preço:
Entre R$100 e R$200

Conhece este vinho? Avalie!
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas
(2 votos | Média: 5,00)
Loading...

Sobre o Blog

Seja bem-vindo ao nosso blog de vinhos! Um apanhado de boas histórias para quem curte essa belíssima fonte de prazer e de cultura que é o vinho!

Categorias