02/12/2019

A virada da uva País nos vinhos chilenos

Categoria:  Degustação, Entre R$ 50 e R$ 100, Importado, Vinho Tinto

Por: Tamine de Moraes
Riveras del Chillan País

Riveras del Chillán País 2018 – Agrícola Bellavista, Valle del Itata/Chile

A uva País é a estrela do vinho de hoje.

Ela foi uma das primeiras variedades de uva vinífera cultivada no Chile. A partir dela, era produzido o vinho que fazia parte das cerimônias religiosas – isso justifica a uva ser chamada, também, de Mission. No decorrer da história chilena, ela acabou sendo esquecida pelos grandes vitivinicultores, que preferiram produzir vinhos feitos majoritariamente de uvas francesas. Continuou sendo cultivada, principalmente por pequenas famílias agrícolas, até que, nas últimas décadas, alguns produtores começaram a apostar na sua volta ao mundo dos vinhos. E não apenas os de pequeno porte: a famosa vinícola Miguel Torres lançou vinhos tintos e até um espumante feito 100% com ela.

Fora do Chile, a uva País é encontrada na Argentina como Criolla Chica e na Espanha como Listán Negro, porém, ela não costuma aparecer nem nos rótulos e nem nas resenhas de críticos internacionais.

Nós já vínhamos tentando comprar algum vinho chileno feito com a uva País, só que não há muitas opções no mercado. O vinho de hoje, por exemplo, veio lá da Feira Naturebas 2019, diretamente do estande da Dominio Cassis, importadora responsável por destacar o trabalho de muitos produtores pequenos e locais.

A responsável pelo vinho é a Agrícola Bellavista. Segundo o site, a história dessa vinícola começou em 1942 e o seu trabalho era voltado para a distribuição de mostos e a venda de vinhos a granel na região. Hoje, o trabalho é focado na produção de vinhos tintos – além da País, há variedades francesas como a Cabernet Sauvignon, Merlot, Syrah e Malbec. No geral, a vinícola diz priorizar a baixa produção e empregar técnicas agrícolas voltadas ao respeito e ao cuidado com o meio ambiente.

Não encontrei a ficha técnica do vinho. A única informação que consta no seu contra-rótulo é a seguinte: um País inconfundível onde se destacam notas de flores e espécies. Na boca, taninos suaves e redondos.

A par da história e degustado o vinho, eis as impressões: é um tinto aromático, com notas de frutas vermelhas frescas, especiarias e uma nota vegetal bem sutil. Ele é seco, tem média persistência, corpo e taninos médios e uma boa acidez. Sentimos no retro-olfato uma nota que ora remeteu a carvão, ora a grafite.

Riveras del Chillan uva País
Riveras del Chillán País

Acho que o vinho poderia ser mais equilibrado. Apesar da boa acidez, os taninos sobram na boca diante da falta de corpo. A história da uva e o conceito da vinícola infelizmente impressionaram mais do que o sabor do vinho em si. Ele é bem simples e é pouco memorável, ainda mais pelo preço pago – R$90.

Resolvemos pedir 2 kebabs (merguez e kafta tradicional) e 2 esfihas (de carne e de queijo) lá do Kebab Salonu. Já sabíamos que os preparos eram bem condimentados, então variamos os pedidos pra explorar bem as características do vinho. De todas as opções harmonizadas, a esfiha de carne foi, sem dúvida, a melhor combinação! O temperos turcos não roubaram a cena e a boa acidez do vinho ganhou o merecido destaque.

Kebab efira vinho
Esfiha de carne vinho uva País

Acho bom que tenhamos mais democracia nas prateleiras. Vinhos de diferentes preços, conceitos, origens e uvas. Mas, pra conquistar um espaço nesse ambiente tão disputado, tão cheio de Cabernets e Merlots, será preciso tornar a País um pouco mais atraente.

Se você gosta de vinhos tintos e está atrás de algumas opções é só clicar aqui.

E se você já experimentou o Riveras del Chillan País 2018, avalie aqui embaixo.

Conhece este vinho? Avalie!
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas
(Esse vinho ainda não foi avaliado)
Loading...

Sobre o Blog

Seja bem-vindo ao nosso blog de vinhos! Um apanhado de boas histórias para quem curte essa belíssima fonte de prazer e de cultura que é o vinho!

Categorias