02/11/2016

Sobre uvas (Parte 1) : Malbec

Categoria:  Artigo

malbec-uva

Quando alguém é questionado sobre o seu vinho preferido, é comum ouvir, em resposta, o nome de uma uva. Ainda que vinhos da mesma uva possuam alguma semelhança em termos de aromas e de sabor, não é muito difícil entender que um vinho Cabernet Sauvignon nacional não é igual a um vinho Cabernet Sauvignon francês, certo?

A razão é bem simples: há inúmeras variáveis envolvidas na elaboração de um vinho e que são capazes de influenciar nos aromas e no sabor final da bebida.

Logo, a opinião sobre um exemplar específico nem sempre valerá para outros vinhos, pois bastará a mudança de um único fator (climático, metodológico, geográfico…) para modificar as características do produto final.

No entanto, o cartão de visitas de um vinho, para muitos apreciadores, acaba sendo o tipo da uva e é justamente por isso que saber um pouco mais sobre a origem e as características das uvas pode ser de grande ajuda na hora de escolher um exemplar às cegas.

A primeira uva da nossa série de artigos é a Malbec, tão popular entre os brasileiros!

Malbec é uma uva argentina?
pont-valentre

Não, originalmente, a uva Malbec foi cultivada em Cahors, região sudoeste da França, onde é conhecida como Auxerrois Noir ou Côt. Atualmente, ela é mais utilizada como corte em vinhos europeus (ou seja, é misturada com outras uvas, como a Cabernet Sauvignon e a Cabernet Franc, por exemplo). Apesar das suas raízes francesas, a uva Malbec foi espalhada pelo mundo e hoje é cultivada em vários outros países.

Diante de tantas condições climáticas e estruturais diversas, da América a Europa, eis que foi em Mendoza, na Argentina, que essa uva se desenvolveu de forma excepcional e se tornou uma cepa emblemática, inclusive, para a fabricação de excelentes vinhos varietais argentinos (em que só há o emprego de uma única uva), os quais são reconhecidos internacionalmente desde 1990.

andes

O terroir de Mendoza (conjunto das condições climáticas + características geológicas da região) é bem específico: entre outros aspectos, apresenta um solo desértico, baixa umidade e uma grande diferença de temperatura entre o dia e a noite. Essas características, ao lado de um cultivo correto dos vinhedos, criaram o ambiente ideal para a produção de excelentes vinhos feitos a partir da uva Malbec.

Então se eu disser que gosto de um Malbec argentino está certo?

Ainda que a uva e a região sejam as mesmas, é possível provar vinhos argentinos muito diversos uns dos outros. Um mesmo produtor pode fazer vinhos utilizando as mesmas uvas e as mesmas técnicas, mas por conta de alguma mudança climática, os vinhos de um ano para o outro podem ficar diferentes (para melhor ou para pior). Como já dito, do clima ao emprego de técnicas, são inúmeras as variáveis capazes de influenciar nas características do produto final.

Considerando um só país – Argentina – já somos capazes de encontrar diferentes vinhos. Fora deste país, há outros que cultivam essa uva, como o Brasil, a França, a Espanha, a Itália, a África do Sul, o Chile, etc. Considerando as particularidades de solo + clima + técnicas de vinificação que cada produtor de cada um desses países pode empregar para produzir um vinho da uva Malbec, afirmar que você gosta ou não de vinhos dessa uva pode alcançar exemplares muito, mas muito distintos um do outro.

De um modo geral, como é um vinho da uva Malbec?

Não existe um modelo padrão de vinhos dessa uva (felizmente), então você pode ter infinitas variações em termos de sabor, estrutura e aromas do vinho. É possível arriscar, porém, e dizer que um vinho da uva Malbec (varietal) possui uma coloração que varia da cor rubi à violeta, aromas frutados, de médio corpo a robustos, de sabor acessível, por vezes até adocicado, com taninos potentes que amadurecem bem com tempo de guarda, uma boa acidez e relativamente persistentes. Caso seja envelhecido em barricas, além de um sabor mais intenso, ganham destaque os aromas de couro, madeira, baunilha, pimenta, entre outros.

Os brasileiros costumam gostar bastante de vinhos feitos com essa uva e se valem da grande quantidade de exemplares argentinos que circulam por todo o país. A popularidade e o preço colocam os vinhos Malbec em um patamar preferencial aos demais.

Diante dessa variedade, como fica a harmonização?
harmonizacao-vinho-malbec

De um modo geral, os vinhos provenientes da uva Malbec, sobretudo os que foram envelhecidos em barricas, harmonizam bem com diversos tipos de carnes vermelhas e, por isso, eles se saem muito bem ao lado de um churrasco (nacional ou argentino), além de aves de caça, (como pato e faisão) e de carnes exóticas como cordeiro, cabrito e javali.

Já os vinhos que não possuem passagem pela barrica acompanham bem a carne de porco, pizzas com embutidos, lasanha à bolonhesa, hambúrgueres, entre outros pratos de sabor mais forte.

É importante que se diga que cada paladar é único e, assim como testar combinações entre vinhos e refeições pode ser surpreendente, testar diversos vinhos de uma mesma uva pode render experiências muito saborosas! Renda-se à uva Malbec e descubra seus exemplares preferidos!


Quais vinhos combinam com você?

Faça já o teste e descubra quais vinhos podem combinar mais com os seus gostos!

Sobre o Blog

Seja bem-vindo ao nosso blog de vinhos! Um apanhado de boas histórias para quem curte essa belíssima fonte de prazer e de cultura que é o vinho!