18/06/2018

Já viu de tudo? Que tal esse vinho verde?

Categoria:  Degustação, Entre R$ 50 e R$ 100, Importado, Vinho Branco

Por: Equipe Vitrine dos Vinhos
Vinho Verde Branco Edmun do Val Alvarinho

Quinta Edmun do Val Alvarinho 2008 – Edmun do Val, Valença/Portugal

Este é um dos exemplares que compramos na nossa viagem a Portugal! Nós o experimentamos pela primeira vez lá na Quinta Edmun do Val e, claro, um exemplar veio conosco para o Brasil!

A imensa e esmagadora maioria dos vinhos brancos que já bebemos foram vinhos jovens, cuja safra nunca foi menor do que 2010. Isso não significa que todos os vinhos foram iguais ou renderam experiências parecidas: cada qual apresentou uma série de características que ou nos fizeram suspirar de alegria ou de arrependimento!

Normalmente, depois de experimentar muitos vinhos e bebê-los atentamente, você começa a ir em busca de exemplares, digamos, mais curiosos: uma uva desconhecida, uma forma de vinificar diferente, uma proposta nova de aromas ou de sabor, um conceito interessante que sustenta a vitivinicultura (e quiçá o estilo de vida do produtor)…enfim. Seja uma questão de exigência moral ou do paladar, fato é que você, em algum momento, passa a querer experiências novas.

Quando experimentamos esse vinho, a idade dele já impressionou (10 anos). Ao degustá-lo pela primeira vez, achamos os sabores e aromas bastante curiosos! E agora, pela segunda vez, conseguimos perceber alguns detalhes que haviam passado despercebidos. No geral, eis as impressões: trata-se de um vinho branco frutado (sentimos notas de frutas brancas tropicais, como abacaxi e maracujá) e mineral (percebemos notas de alcatrão). Ele é seco, de médio para encorpado, persistente, com o álcool equilibrado e com boa acidez.

Na prática, pode-se dizer que é um vinho verde nada convencional, de sabor marcante e com uma certa salinidade que, além de deixá-lo mais estruturado, foi bem agradável. É um exemplar que acertaria em cheio o paladar de que curte vinhos mais intensos e com personalidade, sejam eles tintos ou brancos!

A harmonização foi com um brie en croute (torta folhada de queijo brie) e duas sensações foram o destaque da combinação: a acidez do vinho, que ficou um pouco mais viva, e o sabor dele ficou menos mineral e mais frutado.

Vinho Verde Branco Edmun do Val Alvarinho Grande Reserva 2008
Harmonização vinho verde branco queijo

Foi uma combinação muito gostosa, uma degustação bastante especial e, sem dúvida, uma bela história para compartilhar!

Não encontramos esse exemplar sendo vendido aqui no Brasil, infelizmente! Mas pagamos menos de R$100 reais por ele.

Nossa classificação:
Compraríamos novamente?
Faixa de preço:
R$50-R$100

Conhece este vinho? Avalie!
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas
(Esse vinho ainda não foi avaliado)
Loading...

Sobre o Blog

Seja bem-vindo ao nosso blog de vinhos! Um apanhado de boas histórias para quem curte essa belíssima fonte de prazer e de cultura que é o vinho!